Unico SENHOR E SALVADOR

Unico SENHOR E SALVADOR

sexta-feira, 31 de maio de 2013

Nota 1000!



Parabéns a todos no dia 20 de maio alcançamos 500 visualizações hoje dobramos a bagaça!







Esse numero é pra honra e glória do nome que esta sobre todo nome, do REI JESUS CRISTO!! 


"Portanto, quer comais quer bebais, ou façais outra qualquer coisa, fazei tudo para glória de DEUS."

Roberto de Lucena: Acertando nos alvos errados

Dois missionários presbiterianos presos e o massacre dos cristãos na Síria

Julio Severo


Dois missionários presbiterianos estavam presos no Senegal, por pressões alimentadas por acusações feitas por muçulmanos revoltados. A imprensa secular e evangélica brasileira noticiou e, de todos os políticos que souberam da tribulação dos missionários, somente o senador Magno Malta e mais dois parlamentares pentecostais, Paulo Freire e Ronaldo Fonseca, deixaram suas casas, trabalhos e famílias para fazer uma longa viagem ao Senegal para prestar solidariedade e apoio aos missionários.
Maria do Rosário merece louvor?


E quem merece louvor? De acordo com um requerimento do Dep. Roberto de Lucena, Maria do Rosário, ministra que tem adquirido má fama por suas pressões para impor a agenda gay no Brasil, inclusive louvando Cuba (a ilha que há décadas jogou no lixo os direitos humanos dos cristãos e outros cidadãos cubanos) e não medindo esforços para criminalizar o direito natural dos pais de disciplinar fisicamente os filhos.


Quem mereceria um elogio (não louvor, que pertence somente a Jesus Cristo) é o senador Malta e seus dois colegas da Frente Parlamentar Evangélica que arregaçaram as mangas e foram à África. Tal atitude realmente nos faz louvar a Deus!


Eu mesmo dei glória a Deus e escrevi um elogio público quando Lucena, membro da bancada evangélica, confrontou o Conselho Federal de Medicina sobre uma postura pró-aborto. Para um membro do radical Partido Verde, que é pró-aborto, isso deve ter sido um grande desafio.


Se, por algum motivo, Lucena não queria dar algum merecido elogio a Malta, pelo menos ficasse em silêncio, não se aventurando num requerimento estúpido de louvor a alguém que não merece elogio, muito menos louvor. (O vergonhoso requerimento está neste link: http://archive.is/0FTOJ) Ou, para Lucena, é louvável todo o trabalho que Maria do Rosário vem desenvolvendo há anos contra as famílias brasileiras e a Igreja de Jesus Cristo? Ou é louvável o apoio obsceno dela à ditadura de Cuba?
A Turquia e seu envolvimento no massacre de cristãos na Síria


A falha mais recente de Roberto de Lucena, ou de sua assessoria, foi se envolver num requerimento de apoio à “Declaração de Istambul.” Em discurso no Congresso Nacional em favor dessa declaração, Lucena exortou a comunidade internacional a “prover suficiente proteção para todas as comunidades étnicas e religiosas, bem como seus locais históricos, religiosos e culturais.” O texto todo está aqui: http://archive.is/diety
Não houve nenhuma solidariedade específica aos cristãos, nenhuma tentativa de imitar o senador Malta e visitar esses cristãos, oferecendo alguma ajuda mais concreta e real. Não houve, nas palavras de Lucena sobre a “Declaração de Istambul,” nenhuma identificação específica de quem são os opressores.
Não faltam, porém, fontes confiáveis, dos próprios meios cristãos, de que a principal identidade dos massacradores de cristãos na Síria são os rebeldes islâmicos, muitos dos quais têm ligações com a al-Qaida.
Há numerosos relatos oficiais sobre isso. No final deste artigo, apresento vários artigos com alguns desses relatos.
Cristãos sírios


Diferentemente do que disse Lucena, ou sua interpretação da “Declaração de Istambul,” a perseguição aos cristãos na Síria tem nome e face: são os rebeldes islâmicos.
O governo de Assad, embora seja uma ditadura (qual é o governo muçulmano que não é ditadura no Oriente Médio?), era o que mais dava proteção à minoria cristã. Só pelo fato de que a declaração foi feita em Istambul, na Turquia, já expõe perigosas questões políticas, pois a islâmica Turquia jamais aceitaria que os rebeldes sírios fossem condenados por suas atrocidades contra os cristãos. A própria Turquia ajuda esses rebeldes, de modo que tudo o que os assinantes da declaração puderam fazer foi falar quase que genericamente sobre perseguição aos cristãos sírios, sem poder ofender o país anfitrião assassino.
E agora Lucena, ou sua assessoria, quer colocar o Congresso Nacional para louvar oficialmente tal declaração feita em pleno território turco exclusivamente porque foi assinada também pela ANAJURE?
De acordo com o WND, um dos mais respeitados veículos noticiosos conservadores do mundo, o papel da Turquia na guerra síria é indiscutível. O WND disse:


“A infiltração de jihadistas na Síria através da Turquia alcançou um número crítico, ao ponto em que o equilíbrio de poderes pode mudar para uma direção preocupante. Chegou a um ponto em que a Turquia talvez seja a maior base da al-Qaeda no mundo.”
Uma declaração honesta e cristã, da parte de Lucena e de outros que querem se envolver no conflito sírio, deveria cobrar da Turquia o seu vergonhoso papel de apoio aos terroristas da al-Qaida, inclusive dos rebeldes islâmicos que estão massacrando cristãos sírios.
Presumo que, para os que assinaram a tal Declaração de Istambul em território turco, seria impossível fazer cobranças, pois o governo turco está em plena atividade islâmica para tentar reconstruir o Império Otomano. Os turcos jamais aceitariam tais cobranças ou, pelo menos, um pedido de misericórdia em favor dos cristãos sírios. A misericórdia turca foi demonstrada 100 anos atrás, com o genocídio de centenas de milhares de cristãos armênios.


Por motivos aparentemente óbvios, os assinantes da Declaração de Istambul não puderam incomodar os anfitriões carregados de sangue. Por que é tão difícil especificar os crimes e os criminosos quando os culpados são os islâmicos e as vítimas são cristãs?


O Dep. Roberto de Lucena tem uma imensa vantagem: ele não está em Istambul, com sua liberdade ameaçada de falar o que os turcos precisam ouvir e expressar ao mundo condenação aos terroristas islâmicos que estão dizimando a população cristã da Síria.


As palavras que estão no site de Lucena são lindas:


“Abre a tua boca a favor do mudo, pela causa de todos que são designados à destruição. Abre a tua boca; julga retamente; e faze justiça aos pobres e aos necessitados.” (Provérbios 31:8-9 ACF)


Mas palavras lindas não são nada, se não são colocadas em prática.


Ninguém do Brasil abriu a boca quando os turcos massacraram os cristãos armênios cem anos atrás. Que essa tragédia não se repita hoje no caso dos turcos que ajudam a al-Qaida e os rebeldes islâmicos que estão massacrando os cristãos na Síria.


quinta-feira, 30 de maio de 2013

Como o ser humano se deixa iludir: Antigo informático que diz ser Jesus Cristo e funda seita


Antigo informático que diz ser Jesus Cristo renascido atrai centenas para seita

Alan John Miller, antigo informático australiano, afirma ser Jesus Cristo renascido e garante ter memórias da crucificação.

AJ fundou um movimento religioso, perto de Kingaroy, no estado de Queensland, com o nome «Verdade Divina» que tem cada vez mais seguidores e está a causar celeuma na Austrália.

Dezenas de seguidores compraram casa junto da propriedade de Alan John só para estarem mais próximos dele. Exemplo disso é Louise Faver, de 39 anos, uma antiga neurocientista britânica, que abandonou a carreira para estar mais perto de AJ e Mary.

«Tenho lembranças muito claras da crucificação, mas não era tão angustiante para mim como foi para outros, como a Maria, que estava presente», afirmou AJ à Sky News. Já a mulher, Mary Luck, assegura que é Maria Madalena reencarnada, que foi uma das pessoas presentes na crucificação de Cristo.

No entanto, as memórias de AJ não se ficam pela crucificação.«Ressuscitei um bom número de pessoas, incluindo um amigo meu, Lázaro, que as pessoas conhecem melhor, por ser mencionado na Bíblia», conta. AJ organiza seminários e viaja pelo mundo inteiro para falar da sua relação com Deus em encontros que reúnem mais de 150 pessoas de cada vez.


"E então, se alguém vos disser: Eis aqui o Cristo; ou: Ei-lo ali; não acrediteis."
Marcos 13:21


Phonte: Lux

Revista Veja: Descubra onde estão o Olho e a Piramide na logo da revista!






Irineu Siqueira Neto

Como já falei numa das primeiras postagens do blog aqui, sobre as logo marcas e suas formas sempre alusivas a um olho e uma pirâmide.

O "olho" é o olho que tudo vê, ou olho de Hórus, ou até mesmo o olho de satanás, pois o "satinha" não é onipresente então ele precisa de subterfúgios pra encher o nosso saco nos observando através de seus servos os illuminatis e maçonaria.

E a "pirâmide" que é a tumba e casa eterna de faraó na cultura egípcia, porém na Bíblia faraó é um tipo para satanás, portanto temos aqui uma verdadeira combinação explosiva dos infernos pra levar o povo longe de DEUS!

Posto tal introdução, me veio a mente a seguinte questão: Se a galera dos infernos sempre se utiliza das formas do olho e da pirâmide, aonde então estaria a configuração na logomarca de Veja?

A pirâmide foi relativamente fácil, pois é o "V" invertido, perceba:



Agora vamos descobrir o olho, esse foi difícil, até que eu percebi que ele aparece de forma indireta.

Raciocine comigo, qual é a parte do corpo humano que esta encarregada de enxergar? O olho! E a ação enxergar também pode ser substituída por ver, olhar, avistar entre outras.

Assim sendo a palavra "Veja" que na gramatica é um verbo, presente do subjuntivo 1° pessoa singular de ver, então temos que o olho aparece na função do nome!

Também podemos realçar a forma do "A" invertido, perceba que o formato da barriga dele, nos dá a impressão de ser um olho esquerdo, pelo canal lacrimal sendo aquela puxadinha pra baixo.

Agora temos a pirâmide e o olho illuminati na revista de maior circulação nacional, e você pensando que Veja era imparcial, honesta, a serviço da verdade, e as et cetera mais mentirosas que possam existir!

Abra o olho!

Revista Veja: Afinal qual é a dela? De que lado a revista está?



Irineu Siqueira Neto


Eu vejo pessoas, pastores até, que se alguma informação esta na Veja... então pronto, é um imperativo final sobre aquele assunto. Quantas vezes eu ouvi: esta na Veja, deu na Veja, a Veja isso a Veja aquilo, e falam com uma reverencia descomunal.

Mas ultimamente, comecei a analisar suas reportagens com um olhar mais espiritual, provido de uma ótica cristã, e passei a perceber certas discrepâncias com o que a revista divulga e o que a Bíblia afirma!

Nas ultimas publicações passou do limite ao colocar na capa a Daniela Mercury com sua suposta esposa se declarando, depois de velha, que é lésbica.


Curiosamente após "sair do armário" a cantora baiana ganhou um milhão e meio do governo PT, mas claro isso não tem nada a ver uma coisa com a outra, afinal nós e que somos paranóicos! Duvida?

Esta semana outra reportagem de destaque, no mínimo tendenciosa, já divulgando a agenda da ONU para diminuição da população mundial. A capa mostra mulheres que decidiram não ser mães para investirem na carreira???!!!

Isso mesmo, abrindo mão da maior honra que um ser humano pode ter, ser pai ou mãe, e por isso ganha destaque na maior revista do Brasil. Pare pra analisar, quantas outras mulheres a partir de agora, também optarão por isso, por essa confissão absurda de egoísmo, pra ilustrar essa ato de forma eufemística, pois isso é bem pior do que só pensar em si mesmo!


Agora fica a duvida quantas destas "profissionais" não fizeram, fazem e ainda farão abortos?


A Bíblia é linda pois tem possui resposta pra tudo, eis o que a Escritura diz sobre pensar em ganhar o mundo inteiro e perder a vida:

"E direi a minha alma: Alma, tens em depósito muitos bens para muitos anos; descansa, come, bebe e folga.
Mas Deus lhe disse: Louco! esta noite te pedirão a tua alma; e o que tens preparado, para quem será?
Assim é aquele que para si ajunta tesouros, e não é rico para com Deus."
Lucas 12:19-21


Então de que vale todo esse sucesso profissional, que por efeito tem se ganhos financeiros aumentados, e não ter alguém para dividir os sonhos e desilusões?

E essa bandeira feminista que Veja levanta a muito tempo? Observe essas capas:












Perceba que todas as capas colocam as mulheres em posição de força, liderança, coragem, poder de decisão, valentia, enfim somente em força a valorizar a figura feminina, até quando é pra falar mal de uma mulher eles dão um jeito de ficar de maneira grandiosa, confira:


Todavia, quando tem um homem na capa chegam a demonizá-lo ou colocar de palhaço, chega a ser acintoso:




Não coloquei mais capas com homens pois a maioria é com mulheres!

E essa divulgação de seitas malignas? Tudo que vai contra o Cristianismo autentico:


Alguns como nós anti-illuminatis, insinuam que este rapaz nunca esteve doente, foi usado somente como um garoto propaganda desta mentira religiosa!


Espiritismo 

Eu não da onde tiram essa de que "é forte a crença em reencarnação", o cristão crê em ressurreição, pois a partir do momento que você passa a acreditar na reencarnação, automaticamente esta relegando a nada a Ressurreição do nosso Senhor JESUS CRISTO!

E claro que a agenda gay illuminati não poderia ficar de fora:




Marketing pro juiz Joaquim Barbosa, que apoia o aborto, casamento gay e divórcio:


Transformando a casa familiar do pvo em um pardieiro:


Ensinando a valorizar mais as coisas do que pessoas, na edição das mulheres sem filhos tem uma coitada lá, com cara de mal amada, que prefere a companhia dos 5 cães do que a de filhos! Isso é uma vexame da raça humana!


E por fim alastrando uma mentira, testes de carbono 14 afirmam que este pano velho cheio de ácaro tem "apenas" 800/900 anos, portanto é impossível que tenha passado perto do Messias!



O verbo "teria" no enunciado é só uma manobra pra não assumir posição, mas divulgar a bobagem!

A pergunta que não quer calar é: A Veja mostra a realidade da vida, ou ela é mais uma ferramenta pra propagar uma vida irreal pra ser aceita como legítima?

Ou melhor, essa vida de Veja é original ou foi criada por ela para ser?

Ou ainda, Veja apresenta uma realidade ou a cria? 


"Porque aquilo que temia me sobreveio; e o que receava me aconteceu."
Jó 3:25


Aborto cruel: "Eu temo pela minha espécie quando penso que Deus é justo."

Recém-nascido havia sido jogado no vaso sanitário (Foto: Reuters)



















O bebê que foi resgatado no encanamento do esgoto de uma casa da província de Zhejiang, no leste da China, recebeu alta do hospital, informou nesta quinta-feira (30) a imprensa do país asiático.

O recém-nascido, um menino com de 2,8 kg, passa bem e não apresenta nenhuma sequela.

A criança foi entregue a seus familiares, embora não se saiba se ele estaria com seu pai ou seus avôs maternos.

O caso ocorreu no último sábado (25), quando uma mulher de 22 anos - a própria mãe da criança -, avisou os donos de uma residência próxima sobre o choro de uma criança vindo de dentro dos canos. Posteriormente, a mulher, cujo nome não foi revelado, reconheceu ser a mãe do bebê.

Dois dias depois, a mãe admitiu à polícia que tinha dado à luz ao bebê em segredo em um banheiro do condomínio em que vivia. Como o pai da criança era contrário a gestação, ela decidiu se submeter sozinha a um aborto - prática relativamente comum na China( aqui uma clara propaganda pró aborto, mas como é da globo nenhuma surpresa ) - porque não tinha dinheiro para pagá-lo.

Segundo a jovem, que manteve a gestação em segredo vestindo roupas largas, o bebê escorregou ao sair do ventre e desceu pelo encanamento.

Após tentar tirá-lo, sem sucesso, e com medo da descoberta de que ela era a mãe, a jovem alertou um vizinho sobre o choro do bebê vindo dos canos, o qual chamou os serviços de emergência.

O bebê foi resgato duas horas depois, ainda com sinais da placenta da mãe, e levado ao hospital ainda preso ao pedaço de cano, que não tinha nem dez centímetros de diâmetro.

Os bombeiros e os médicos romperam o cano pedaço a pedaço e, finalmente, tiraram o bebê, que sofreu apenas alguns cortes e arranhões no rosto.

A mãe, que renunciou à guarda da criança, não receberá qualquer tipo de condenação, já que as autoridades entenderam o fato como um acidente e não como um fato delitivo, como poderia parecer inicialmente.

O fato gerou milhares de comentários nas principais redes sociais do país, onde se multiplicaram as ofertas de ajuda à criança.

"Então ordenou Faraó a todo o seu povo, dizendo: A todos os filhos que nascerem lançareis no rio, mas a todas as filhas guardareis com vida." 

Êxodo 1:22


Fonte: G1

Igrejas da Escócia permitem ordenamento de gays! - JESUS esta voltando! Você esta preparado?


Publicado em maio 23, 2013 por IASD

A Assembleia Geral da Igreja da Escócia votou segunda-feira (20/05) a favor de que as congregações tenham a opção de aceitar os ministros ordenados abertamente homossexuais, permitindo que outras paróquias optem em rejeitar se os seus fiéis não concordam com o estilo de vida gay.

Hoje, a maioria dos “pastores” não são nada mais do que palestrantes motivacionais e não oradores bíblicos.

"E, por se multiplicar a iniquidade, o amor de muitos esfriará."
Mateus 24:12

quarta-feira, 29 de maio de 2013

Acredito que isso seja culpa nossa: Jesus Cristo perde para Luan Santana em pesquisas no Google

Luan Santana versus Jesus Cristo
Jesus Cristo perde para Luan Santana em pesquisas no Google


Certa vez, John Lennon foi criticado por ter dito que os Beatles eram mais famosos que Jesus Cristo. E o fenômeno Luan Santana? Seria ele mais famoso que Jesus no Brasil? Em tempos de novas tecnologias e com a Internet dominando o mundo, é possível verificar o que essa "heresia" têm de verdade. Em uma pesquisa no Google Trends, mecanismo desenvolvido pelo maior buscador do planeta, a resposta aparece em forma de gráfico e mostra que, a partir de maio de 2009, as buscas contendo o nome do cantor sertanejo ultrapassaram as pesquisas relacionadas a Jesus Cristo no Brasil


Bieber à frente
Outro fenômeno pop, o cantor Justin Bieber, ultrapassou Jesus Cristo em quantidade de pesquisas na web em julho de 2009. Tanto em termos mundiais quanto em pesquisas regionais (no caso, no Brasil), o cantor vence disparado nas buscas realizadas por usuários da web no Google.

E John Lennon? Como se comportam as pesquisas quando cruzados os nomes do Beatle e de Jesus? Curioso é notar que o nome do cantor britânico somente é mais pesquisado por brasileiros do que Jesus Cristo justamente em dezembro, talvez por conta da música "So this is christmas". Mas em termos mundiais, o beatle segue na frente, desde 2004.
Já os Beatles, pelo menos na web, sempre estiveram na frente de Jesus no número de pesquisas no Google, tanto nas buscas regionais no Brasil quanto no mundo todo.

Milênios de liderança
Entretanto, é preciso destacar que Jesus Cristo é "sucesso nas paradas" há mais de dois milênios enquanto que cantores e bandas, tratados como produtos da indústria cultural, provavelmente vão durar apenas mais alguns anos.

Será que estamos falando de JESUS para todas as pessoas a nossa volta? O nosso comportamento gera uma curiosidade sadia nas pessoas para que queiram conhecer quem é o nosso DEUS?

Um corpo sem Dono


O problema é que este movimento está criando uma divisão na sociedade entre os que são contra e a favor de certas práticas; gostam, ou não de certas coisas; vestem certas roupas, ou outras; comem e bebem estas coisas, ou aquelas outras; cantam assim, ou assado; vão a certos lugares, ou alhures.

E a despeito do valor e das escolhas do que se pratique, goste, vista, coma, beba, cante ou se vá... Nada destas coisas são Cristo.

E, assim sendo, o que deveria ser o corpo de Cristo, instrumento da Sua vontade, da Sua justiça, das Suas prioridades, etc. é outra coisa, muitas vezes, envergonhando a Cristo.

O que devia ser luz para todos, são trevas.

O que devia ser sal, a dar sabor e sentido, se perde na forma e nunca chega aos fins.

E quem deveria ter fome e sede de justiça, come e bebe para sua própria jactância e deixa o oprimido à míngua.

E o que deveria servir, quer ser servido.
E o que deveria apascentar, escalpela.

E quem deveria ser o socorro dos pequeninos é o primeiro a lhes humilhar.

Nos perdemos em nossas próprias divisões e travamos a nossa própria luta em nome de Quem não somos mais.

Queremos mostrar que somos muitos, marchar diante dos outros, mostrar o nosso poder e nem percebemos que desfilamos, tão somente, a nossa grotesca irrelevância.
Se o povo não nos recebe com palmas, nem nos perguntamos o porquê. Tratamos logo de conseguir que a Vênus Platinada se dê em elogios a nossa orgulhosa parada.

Perdemos a nossa identidade, que não é e nunca foi a NOSSA, morta na Cruz de Cristo para ser um corpo sem dono, que não é nem mais nosso e nem Dele. Não somos mais nada.

Fomos chamados a ser bem-aventurados (Mateus 5).

E quem pensa fazer parte do corpo, que confira ali (Mateus 5), no bem-dito do Mestre, se vive no Corpo ou apodrece em si mesmo.

Por Danilo Fernandes

Desviando os olhos da própria dor para lugares mais altos. 

Phonte: Genizah

Irineu Siqueira Neto

"Examinai tudo. Retende o bem." 1 Tessalonicenses 5:21 

Esse é o caso clássico que se aplica a passagem de 1 Tessalonicenses 5:21, pois esse texto é do famigerado Danilo Fernandes dono do blog genizah, que por sua vez se significa lixeira.

Eu não sei exatamente quem é o deus dele, pois o posicionamento pró-gay de seu blog, que as vezes beira a apologia, deixa dúbia a sua real intenção, outra coisa que não entendo, é que lá é pregado o amor ao próximo com os gays, no entanto é com o azorrague na mão que são tratados todos os cristãos de uma opinião diferente ou que criticam as suas postagens, eu mesmo já tive vários comentários reprovados pelos moderadores mesmo não quebrando as regras do blog.

E principalmente os pregadores da teologia da prosperidade, o único problema contra isso, é que as pessoas que são agraciadas com as bênçãos sem medida do céu nunca são entrevistadas, somente as que deram dinheiro na igreja e nada obtiveram! Nada obstante, não sou contra e nem a favor da teologia da prosperidade!

Mas essa postagem é excelente, então vamos reter o que é bom!

E o meu DEUS se chama JESUS CRISTO NAZARENO o Rei dos Reis!

Por que o esquerdismo tem que destruir tudo o que toca?



Drew Zahn

Exclusivo: Drew Zahn lamenta a perda de boas estórias para filmes ruins!

As mulheres têm tratamento desigual, então temos uma “revolução sexual” …

As pessoas das regiões pobres são desproporcionalmente pobres, então vamos garantir o assistencialismo…

Nem todas as religiões são bem-vindas nas nossas escolas, então vamos expulsar Deus delas de uma vez por todas…

Milhões de pessoas não têm acesso à saúde, então vamos criar uma rede de segurança governamental e decretar que todo mundo tenha seguro saúde…

E agora que executamos todas essas “reformas” esquerdistas…

… as mulheres não são mais honradas pelos homens, sua sexualidade caiu de sagrada a casual, e 50 milhões de seus filhos são mortos pelo aborto.

…gerações de crianças das regiões mais pobres crescem sem pais, e comunidades inteiras perderam a vontade de trabalhar para procurar assistência do governo.

…imoralidade desenfreada, crimes, drogas, gravidez na adolescência e estupidez geral dos adolescentes reinam em nossas escolas à medida que os padrões acadêmicos caem para os esgotos.

…cotações de seguro atingem níveis altíssimos, empresas estão soterradas com os custos de assistência médica, médicos estão deixando a profissão aos montes e os planos de saúde e empregadores estão demitindo, de maneira que milhões de pessoas que tinham bons planos de saúde em breve deverão depender de um plano inferior do governo. E ainda nem falei do racionamento e do “painel da morte”.

Nossa, como estão se saindo essas reformas para você?

Da mesma forma que as reformas esquerdistas quase sempre se saem. Elas lidam diretamente com o problema… e o tornam pior.

O mesmo acontece com Hollywood. Boas estórias, ideias fascinantes e atores talentosos são combinados em um projeto bem intencionado… para então uma tripla dose de esquerdismo transformar tudo em lixo.

Veja por exemplo a quase muito engraçada, quase cativante, quase boa estória que está arrebentando nas bilheterias deste fim de semana, chamada “Uma Ladra Sem Limites”.

A genial comediante e atriz indicada ao Oscar Melissa McCarthy estrela como uma falsária que vive uma vida de luxo na Flórida, até que uma de suas vítimas, o personagem interpretado por Jason Baterman, tenta trazê-la de volta a Denver para pagar pelos seus crimes.

Os desvarios naturalmente resultam em uma viagem em que tudo dá errado e inclui uma narrativa redentora sobre cuidado mútuo e aprender a fazer o que é certo.

Até aí, tudo bem.

Mas então começa a agenda esquerdista.

O filme começa avançando a narrativa esquerdista da luta de classes, em que os empresários bem sucedidos são idiotas gananciosos e sem coração que maltratam seus funcionários, principalmente os subgerentes de classe média (o filme ainda faz questão de mostrar duas vezes exatamente quanto o personagem de Baterman ganha e retratar como uma incrível quantia a oferta que ele recebe para ganhar US$250.000, número considerado por Obama como uma grande riqueza a ser sobretaxada).

Mas isso poderia ser uma questão menor, perdoável, por ser um bom pano de fundo para a comédia.

Mas então o filme decide nos dar uma longa cena de um extravagante e bizarro ménage à trois, seguido de uma odiosamente vigorosa cena de sexo casual; tudo pelas gargalhadas, é claro.

Não é maravilhoso esse novo mundo sexual e amoral?

Ah, e falando em moral...

O filme então dá um tapa na cara da audiência com uma cena em que o conceito de “valores tradicionais” é intencionalmente satirizado como racista, xenofóbico, homofóbico, digno da KKK. É aí que o filme vai longe demais.

Quando é uma boa ideia insultar e depreciar a audiência por defender “valores tradicionais”? Ah, sim, quando você é de esquerda.

O filme em si é ocasionalmente engraçado, se não um pouco perdido no seu propósito. McCarthy faz uma atuação fantástica. A moral da estória é até agradável e tocante.

As boas intenções estão lá.

Mas então a agenda esquerdista crava suas garras, e mais um filme engraçado, outro bom enredo, outra grande performance é destruída por um fenômeno tão comum em Hollywood: os efeitos nocivos da agenda esquerdista.

Aviso de Conteúdo:

* “Uma Ladra sem Limites” contém mais de 120 obscenidades e profanações. Até o script foi arruinado pelo nosso novo mundo “libertado” da moralidade.

* O filme contém dezenas de referências sexuais e piadas explícitas, e uma cena estendida em que um casal faz sexo com muita gritaria e movimento (para o efeito cômico), mas tudo é visto do chão, de maneira que apenas os rostos e os pés para fora da cama podem ser vistos.

* O filme contém um número razoável de elementos de humor físico, com batidas de carro, socos, escorregões, quedas, etc. Há duas cenas alarmantes com uma batida de carro e um atropelamento. O desfecho é pouco realista nesses momentos.

* Com a exceção dos ataques aos “valores tradicionais”, o filme não possui referências religiosas ou ocultas relevantes.


Traduzido por Luis Gustavo Gentil do original do WND: WHY MUST LIBERALISM DESTROY EVERYTHING IT TOUCHES?



Phonte: www.juliosevero.com

Heresias e blasfêmias: “Jesus não foi crucificado”: Evangelho vai causar colapso religioso, diz Irã


"Então aparecerá no Céu o sinal do Filho Do Homem; e todas as tribos da terra se lamentarão, e verão o Filho Do Homem, vindo sobre as nuvens do Céu, com Poder e Grande Glória." 
Mateus 24:30

Para iranianos, alegações do Evangelho de Barnabé devem abalar a política mundial; críticos apontam "risível" propaganda anticristã nessa divulgação

Um texto religioso encadernado em couro - provavelmente datado do século 5, porém descoberto há apenas 13 anos - vai causar o colapso do cristianismo no mundo inteiro, alega uma agência de notícias do Irã. O livro, escrito sobre pele curtida, aparentemente afirma que Jesus nunca foi crucificado e que Cristo previu a vinda do profeta Maomé.

Escrito em siríaco (um dialeto do aramaico), o evangelho vaticinaria inclusive a chegada do último messias islâmico. As informações são da iraniana Basij Press e foram divulgadas pelo site conservador americano WorldNetDaily ( WND ).

Autoridades turcas acreditam que essa possa ser uma versão autêntica do evangelho escrito pelo discípulo Barnabé, e a imprensa iraniana afirmou que seu conteúdo vai desencadear a queda do cristianismo ao provar que o Islã é a verdadeira religião. 

Outras fontes, no entanto, julgaram as alegações improcedentes e a consideraram uma "risível" propaganda anticristã. A Basij Press informa que o texto foi escrito nos séculos 5 ou 6 e previu o surgimento de Maomé e da religião islâmica. Segundo a agência, o mundo cristão nega a existência de tal evangelho.

No capítulo 41 do Evangelho de Barnabé, estaria escrito: "Deus se escondeu enquanto o Arcanjo Miguel os levou (Adão e Eva) para fora do céu, (e) quando Adão se virou, ele notou que sobre a porta de entrada para o céu estava escrito La elah ela Allah, Mohamad rasool Allah ", que significa "Alá é o único Deus e Maomé é seu profeta".

O texto teria sido confiscado em 2000 por autoridades turcas durante um trabalho de repressão sobre gangues acusadas de contrabando de antiguidades, escavações ilegais e posse de explosivos. A descoberta, contudo, só atraiu a atenção do mundo em fevereiro deste ano, quando foi informado que o Vaticano fez uma requisição oficial para ver o livro. Ainda não se sabe se o pedido foi atendido.

As origens do suposto evangelho são desconhecidas, mas o site National Turk afirmou naquele mês que o livro foi mantido no palácio da Justiça da capital turca, Ancara, e seria transferido sob escolta policial armada para o Museu Etnográfico da cidade. Para a Basij Press , a descoberta é tão importante que vai abalar a política mundial.

"A descoberta da Bíblia original de Barnabé vai agora comprometer a Igreja e sua autoridade e revolucionar a religião no mundo", escreveu a Basij Press em seu site . "O fato mais significativo, porém, é que essa Bíblia previu a vinda do profeta Maomé e comprovou a religião do Islã."

Apesar de autoridades turcas acreditarem que o texto é verdadeiro, outros questionaram sua autenticidade. Erick Stakelbeck, um analista de terrorismo e observador próximo dos assuntos iranianos, afirmou à WND que "o regime iraniano está empenhado em erradicar o cristianismo por qualquer meio necessário, ainda que isso signifique executar cristãos convertidos, queimar Bíblias ou invadir igrejas".

Escrevendo para o site Catholic Culture , o jornalista católico Phil Lawler descreveu o conjunto de alegações como "um risível desafio iraniano ao cristianismo". Ele afirmou que "se o documento foi escrito no século 5 ou 6, não pode muito bem ter sido escrito por alguém que estava viajando com São Paulo cerca de 400 anos antes. 

Deve ter sido escrito por alguém reivindicando representar São Barnabé. Devemos aceitar essa alegação?", indaga Lawler. "Tenha em mente que a datação do documento é fundamental. Por volta do século 7, não era necessária muita clarividência para 'prever' a aparição de Maomé."


Phonte: Terra

Quem é o Irã pra alguém divulgar o que esse país diz sobre Cristianismo??!!

domingo, 26 de maio de 2013

Vídeo - Para nossa alegria! Sorria!


Irineu Siqueira Neto

A confusão de valores em que estamos imersos chega a levar pessoas a confundir as coisas mais elementares.

Por exemplo, tristeza com seriedade, santidade com mau humor imutável, e assim temos pessoas azedas que pensam ser serias ou santas, as primeiras no mundo empresarial e as ultimas na igreja.

Irmãos JESUS CRISTO é o nosso Redentor, Salvador, Senhor, Deus, e ainda assim com toda essa reponsabilidade Ele tinha um bom humor tremendo!

Ele foi ungido com carga dobrada de óleo da alegria:


Amaste a justiça e odiaste a iniqüidade; por isso Deus, o teu Deus, te ungiu Com óleo de alegria mais do que a teus companheiros. Hebreus 1:9

Tu amas a justiça e odeias a impiedade; por isso Deus, o teu Deus, te ungiu com óleo de alegria mais do que a teus companheiros. Salmos 45:7



E se você ainda não conseguiu sorrir então toma:

Versão Remix:


Versão Original:

Esse vídeo é "véio" eu sei, mas é ótimo!

GLÓRIA A DEUS, ALELUIA!


Não há nada na bíblia que afirma a homoafetividade é pecado, diz pastor de Igreja inclusiva. Cuma???



 Não há nada na bíblia que afirma a homoafetividade é pecado, diz pastor de Igreja inclusiva
Não há nada na bíblia que afirma a homoafetividade é pecado, diz pastor de Igreja inclusiva
Existe a assembleia, metodista, batista, entre tantas outras. Mas uma nova vertente, a chamada Ministério Incluir em Cristo, trouxe um novo panorama para Cabo Frio, na Região dos Lagos do Rio de Janeiro.

A denominação, que segue a política da inclusão homossexual, existe há pelo menos 40 anos, e conta com unidades em mais de 40 países, principalmente ocidentais. Mas em Cabo Frio, a igreja foi fundada há seis meses, no bairro Itajurú, sob o comando do pastor Alexandre Costa, de 34 anos. Apesar de ter inaugurado a igreja no município, o contato com a teologia inclusiva já havia acontecido há 10 anos.

“Passei a minha adolescência na igreja metodista e presenciei a exclusão de homossexuais. Isso me fez perceber que eu também não seria aceito naquele lugar. Daí eu saí dessa igreja e conheci um pastor de uma igreja tradicional que me apresentou a teologia inclusiva. Não aceitei a nova ideia de imediato porque era tudo desconhecido, mas com base em estudos, eu notei a presença de Deus e entrei para uma igreja no Rio de Janeiro”, relembra Alexandre Costa.

Alessandro Brittes é pastor auxiliar da igreja inclusiva

Alessandro Brittes é pastor auxiliar da igreja inclusiva.
Por não ter nenhuma instituição religiosa na cidade que entenda o comportamento homossexual, há 10 anos os adeptos à ‘nova’ teologia reunia os fiéis nas chamadas células até o dia em que Deus teria revelado uma missão para os dirigentes da futura igreja. “Por duas vezes eu estava em igreja evangélica em Duque de Caxias (Baixada Fluminense) e fui surpreendido por revelações que diziam que eu iria para uma região de muitas águas e que o meu rebanho seria de pessoas diferentes, distantes do entendimento da própria pessoa que Deus usou para falar comigo. Daí eu vim para Cabo Frio para passear, me apaixonei pela cidade e decidi morar aqui, mas sem nenhuma pretenção de abrir igreja”, conta o pastor auxiliar Alessandro Brittes, de 40 anos de idade.


Ricardo Souza, de 40 anos, é um dos recém frequentadores da igreja. Como os pastores, o agente de turismo sempre esteve envolvido com a religião, mas nunca se sentiu bem em uma igreja por causa do preconceito. “Eu frequento igrejas evangélicas desde quando eu era criança, e há dois meses venho aqui e fui muito bem acolhido. Cresci com outras referências bíblicas mas não tive nenhum problema para me adaptar ao novo olhar para a religião. Estou feliz aqui, é como se fossemos uma família”, comentou com satisfação.

Lidando com o preconceito
Conseguir um espaço para chamar de ‘casa de Deus’, não uma das tarefas mais simples. Apesar da cidade ter eventos voltados para o público homossexual e reunir um grande número de pessoas todos os anos, abrir uma igreja com um olhar diferenciado das demais não foi tão simples. “Antes mesmo de ter a igreja, alguns pastores da região estiveram na Câmara Municipal para nos criticar e que usaria a influência política para impedir o nosso trabalho. O preconceito ainda existe, as opiniões contrárias também, mas conquistamos o preconceito de outros líderes religiosos ainda que eles não concordem com a nossa visão”, disse Alexandre Costa.

Mas apesar de hoje terem uma igreja que respeita o homossexual, o número de frequentadores ainda é pequeno. “As pessoas ainda têm medo de sofrer preconceito ao dizer frequenta a nossa igreja porque a homofobia no interior é maior. Por isso, muitos acompanham o nosso trabalho pelas mídias sociais, ou por telefone, além dos que vêm aqui. A média de frequentadores é de 20 pessoas, e nem todas são homossexuais”, ressaltou o pastor.

Diferença para outras igrejas
Por terem base em um estudo evangélico que não aponta a discriminação, surgem as dúvidas quando o assunto é a homossexualidade. Nas demais igrejas que seguem o evangelho, a questão gay é vista como um pecado, como sugere a passagem bíblica “Com homem não te deitarás como se fosse mulher; é abominação”.

Em entrevista o G1( NÃO DIGA A GOLOBO...), Alessandro Brittes afirma. “O antigo testamento mostra diversas coisas que seriam proibidas, como comer camarão, ou o fato da mulher ser isolada no período menstrual, e até mesmo a morte aos filhos rebeldes. Essas escrituras são antigas e, por isso, é preciso voltar no tempo para contextualizar e aplicar nos tempos atuais. Cristo não recrimina ninguém, pelo contrário, diz que é preciso nos entender como pessoas diferentes, sem condenação. As pessoas interpretam o texto da forma como é mais conveniente para elas”, rebateu.

Pastor Alexandre Costa
Pastor Alexandre Costa orando um membro da
igreja durante o culto.


Com a orientação sexual fora da ‘lista de pecados’, o pastor Alexandre Costa reafirma a ideia de que o Ministério Incluir em Cristo segue os mesmos mandamentos de Deus e que as atitudes pecaminosas são as mesmas vistas por outras igrejas. “Não temos uma relação do que pode, ou não pode. 

As pessoas precisam ser conscientes do que é certo ou errado para não cometer erros. O mau caratismo, por exemplo, é um pecado. Mas como pode uma relação homossexual, com amor, respeito, fidelidade, ser um exemplo de algo ruim? Não há nada na bíblia que afirma a homoafetividade como pecado, mas a forma como as pessoas conduzem a sua vida afetiva, com promiscuidade, etc”, garantiu o pastor.
Informações G1, pra variar a globo...

"Mas, ainda que nós mesmos ou um anjo do céu vos anuncie outro evangelho além do que já vos tenho anunciado, seja anátema." Gálatas 1:8

"Porque ninguém pode pôr outro fundamento além do que já está posto, o qual é Jesus Cristo."

                                                                                                                       1 Coríntios 3:11

Será que a homossexualidade é um “superpecado?”


Joseph Farah

Algo muito estranho está acontecendo com Focus on the Family (Enfoque na Família, outrora a maior organização evangélica pró-família dos EUA). Está acontecendo já há algum tempo.

Começou com a expulsão sem cerimônia do fundador James Dobson em 2010.  Ele foi substituído por Jim Daly como presidente.


Desde então, Daly vem mudando o curso de Focus para um rumo em maior sintonia com os pensamentos do mundo do que com a perspectiva do Reino de Deus.

Jim Daly 

Como o próprio Daly se explicou em seu livro, “ReFocus,” ele acredita que os evangélicos conservadores precisam ter “cuidado para não criar um ‘superpecado’ da homossexualidade.” Ele disse que as mudanças que ele instituiu em Focus refletem uma mudanças em prioridades e estilo, deixando para trás o que a geração anterior havia feito. 

Ele também escreveu que os conservadores cristãos precisam entender que “poderão não ganhar muitas batalhas” e não deveriam “se engajar para ganhar”, mas para “refletir a glória de Deus.”

Eu interpreto isso com entrega às marés instáveis do mundo.

Embora Dobson certa vez tenha dito que Obama tinha uma “teologia confusa” e uma perspectiva louca da Constituição (acertando em ambas as considerações), Daly disse que quer evitar tais ataques. Ele quer buscar pontos em comum com Obama e vem fazendo isso juntando-se a outros proeminentes evangélicos, inclusive o batista do sul Richard Land e o presidente da Associação Nacional de Evangélicos, para defender uma “abrangente reforma de imigração.” Se você não sabe o que isso significa, lhe direi: significa anistia. Sempre significa anistia.

Dr. James Dobson 

Numa entrevista ao jornal esquerdista Huffington Post (um veículo certamente interessante), ele sugeriu que Dobson e os falecidos Jerry Falwell e D. James Kennedy, todos estadistas aposentados do movimento conservador cristão, desenvolveram “uma mentalidade venenosa” ao tentarem reduzir ou reverter destrutivas mudanças culturais. “E eu entendo isso. Não julgo isso,” ele disse ao Huffington Post, antes de acrescentar que cresceu “num mundo diferente.”

Conheço Dobson — e conheci Falwell e Kennedy antes de morrerem. Nenhum deles tem ou tinha um único cisco de veneno em si.

Mas quero voltar a esse constante refrão de Daly de que a homossexualidade não é um superpecado. Ele vem dizendo isso frequentemente ao tentar explicar a razão por que Focus raramente toca no assunto hoje. Recentemente, em outra entrevista, ele disse: “Acho que uma das maiores tragédias de nossa época é que estabelecemos isso como algum superpecado ou superdebate sobre a homossexualidade.”

Isso traz a pergunta: “Quem disse que a homossexualidade é um superpecado?” Ninguém que eu saiba.

Um superpecado para mim é um que, talvez, seja imperdoável por Deus. Isso certamente não é o caso com a homossexualidade. Aliás, é verdade acerca de apenas um pecado, de acordo com Jesus — o pecado de “blasfemar contra o Espírito Santo.”

Em outras palavras, Jim Daly está montando um argumento cheio de falácias.

Contudo, parece também óbvio para mim que Daly — e Focus — estão tentando minimizar a seriedade do pecado da homossexualidade — pecado que é descrito pela Bíblia em Levítico 18:22.

Em 1 Coríntios 6:9-10 (KJA), a Bíblia diz: “Não sabeis que os injustos não herdarão o Reino de Deus? Não vos deixem enganar: nem imorais, nem idólatras, nem adúlteros, nem os que se entregam a práticas homossexuais de qualquer espécie, nem ladrões, nem avarentos, nem viciados em álcool ou outras drogas, nem caluniadores, nem estelionatários herdarão o Reino de Deus.”

Em Romanos 1, Paulo realmente se refere à homossexualidade como um tipo de juízo sobre uma sociedade extraviada.

Eu diria que Jim Daly e Focus “refocada” estão fugindo da questão da homossexualidade, um movimento que está obtendo êxito em redefinir o próprio significado do casamento e da família nos EUA.

Não é de admirar que a cultura esteja em tal caos. Aqueles que esperamos ocupem os espaços da sociedade até que Jesus volte, para serem sal e luz no mundo e serem vigias na muralha, estão literalmente abandonando seus postos.

Eles estão se acomodando ao mundo.

Alguns deles, como Jim Daly e Focus, chegam a confessar que não querem ter um “superdebate” sobre a homossexualidade.
Isso deixa um dos lados com toda a liberdade para promover sua agenda de pecado sem oposição.

Xi, tento imaginar como será o resultado final dessa batalha.

Traduzido por Julio Severo do artigo do WND: Is homosexuality a ‘super sin’?

Phonte: www.juliosevero.com


Irineu Siqueira Neto

Essa semana na aula de teologia foi estudada um questão que trata da graduação do pecado, nós temos aprendido que não existe pecadinho e pecadão o que existe é o pecado e ponto.

A palavra pecado significa errar o alvo, então logicamente ou você acerta o alvo ou não, não há meio termo. A não ser que podemos fazer uma ilustração, temos a "mosca" do alvo, segundo a gradatividade do pecado poderíamos estabelecer que um pecado menor seria acertar rente à "mosca", e um pecado maior seria errar até mesmo a tabua do alvo!

Segue a questão:

11. Fale sobre a gradatividade do pecado segundo JESUS.

R: A gradatividade é uma escala que confere peso aos pecados cometidos pelos homens, temos três tipos de gradação do pecado, são eles: o involuntário ou por queda, o intencional ou deliberado e o inadmissível ou imperdoável.

Respectivamente, o pecado por queda ocorre quando não há planejamento por parte do pecador, o pecado deliberado acontece quando se existe a intenção e o planejamento para executá-lo e por fim o imperdoável quando é efetuado contra o ESPÍRITO SANTO.

"Qualquer, porém, que blasfemar contra o Espírito Santo, nunca obterá perdão, mas será réu do eterno juízo." Marcos 3:29

sábado, 25 de maio de 2013

Vídeo - Pastor diz o que a Bíblia fala sobre “possessão diabólica” e o suposto exorcismo do papa Francisco


"E estes sinais seguirão aos que crerem: Em meu nome expulsarão os demônios; falarão novas línguas; Pegarão nas serpentes; e, se beberem alguma coisa mortífera, não lhes fará dano algum; e porão as mãos sobre os enfermos, e os curarão."
Marcos 16:17-18



A questão de expulsão de demônios foi bastante comentada nestes últimos dias devido a um vídeo onde o Papa Francisco fez um suposto exorcismo. As Escrituras falam do diabo, demônios e ação, mas os evangélicos estão enfrentando este problema de forma diferente do que a Igreja Católica.

Nos últimos dias um vídeo está circulando na internet mostrando um suposto exorcismo praticado pelo Papa Francisco, quando impôs as mãos sobre a cabeça de um enfermo, depois de o sacerdote que acompanhava o rapaz ter-lhe revelado que ele sofria de possessões.

A cena ocorreu logo após a Missa de Pentecostes celebrada pelo Santo Padre, com a presença de mais de 200 mil pessoas. Mas, em seguida, o Vaticano esclareceu que foi apenas uma “oração” mais intenso por uma pessoa, mas não um “exorcismo”, como entendido pelo Igreja Católica.

Confira vídeo:


A questão do exorcismo é um dos temas favoritos na imaginação do horror-show que é criado no Ocidente nos últimos anos. Parte da culpa por sua relevância é de filmes como ‘O Exorcista’, um dos mais populares seu tipo, e ainda é uma referência para muitas produções de filmes que lidam com a questão da possessão demoníaca.

No entanto, poucos se preocupam em verificar o que a fé cristã ensina nas páginas da Bíblia sobre demônios e possessões. Talvez seja porque as Escrituras mostram que os demônios atuam, mas a reação de Jesus e dos primeiros cristãos é longe das armadilhas, rituais ou objetos de uso com um suposto poder de fazer um demônio sair de uma pessoa possuída.

Pastor diz o que a Bíblia fala sobre.

Em uma entrevista o pastor Timothy Figueiredo explica como o diabo e seus demônios agem no mundo e pode possuir uma pessoa, de acordo com o que é dito na Bíblia.Os demônios – “são chamados de espíritos imundos ou impuros” – são “seres espirituais e da natureza invisível”, também conhecido como “anjos caídos”, já que seguiram Satanás em sua rebelião contra Deus, seu criador. “Eles são de caráter imortal, são poderosos, superior ao poder de um ser humano, e tem personalidade”, diz o pastor Figueiredo.A medicina aponta que muitos casos de possessão podem ser explicados como transtorno dissociativo de identidade ou epilepsia.

No entanto, “as passagens bíblicas faz distinção entre doença e possessão. Em Mateus diz que Jesus curou endemoninhados, epiléticos, paralíticos, fazendo uma clara distinção. ”Mas então, como identificar a possessão de uma doença “que são duas coisas diferentes – diz Figueirido – baseado no que foi mencionado por Cristo em Mateus.

Podemos identificar que é um problema espiritual quando as pessoas reagem violentamente a mensagem do Evangelho de libertação. Além de uma pessoa possuída não respondem aos tratamentos que os médicos receitam”.

Exorcismos - As possessões diabólicas

O Pastor Timóteo Figueirido aborda este tema, ainda muito questionado e um tanto desconhecido com rigor e profundidade da Bíblia, em uma entrevista com Beatriz Garrido.A Igreja Católica tem popularizado a ideia de que o exorcismo só pode ser realizado por uma pessoa especificamente preparado para isso através de determinados rituais. No entanto, a maneira de lidar com os demônios na Bíblia é muito mais simples e direto.“Os apóstolos e Jesus expulsavam os demônios com palavras. Não com um ritual. Com uma ordem a pessoa é liberada. 

Os apóstolos fizeram o mesmo, e eles faziam isso em nome de Jesus. “Não existe confronto ou argumento, repreensão ou insultos aos espíritos malignos” – diz o pastor, numa forma de quebrar o imaginário criado em torno do exorcismo, o qual se pratica todas estas coisas.

O pastor evangélico vai mais longe, explicando que, na realidade, “a palavra ‘exorcismo’ só aparece em Atos 19:13 e referia-se a pessoas que não eram cristãs praticava um exorcismo ambulante”. É, portanto, um conceito herdado de outras tradições culturais ou religiosas que não têm nenhum lugar na Bíblia.No caso de um cristão em algum momento estiver numa situação inesperada que precise expulsar um demônio, ele não precisa ter um titulo, cargo especifico ou até mesmo um curso.

Pois são chamados como discípulos e podemos exercer esse poder de expulsar demônios em Nome de Jesus, porque “nós não temos este poder, é só o Espírito de Deus através do Nome de Jesus”. “E o servo de Deus age em nome de Jesus para expulsá-lo. ”O único requisito que a Bíblia pede é que precisa ter fé. “Jesus repreendeu seus discípulos em um momento eles não foram capazes de expulsar um demônio, porque eles não tinham fé. É preciso fé para expulsar um demônio de alguém “, diz Timothy Figueiredo.

“A vitória está em JESUS”

José de Segovia, teólogo e jornalista, é autor do livro ‘Ocultismo: Parapsicologia ou fraude “nele ele explica as origens de alguns movimentos ocultistas e seu auge nos dias de hoje. Este autor, em um artigo sobre o filme O Rito”The Rite” – que aborda a questão da possessão e exorcismo – explica que “a única coisa que faz O Exorcista (católico) são rituais com crucifixos, imagens, água benta, velas, conspirações e rosários … Nada disto tem poder contra o diabo, de acordo com as Escrituras.

Jesus Cristo e os apóstolos diante de demônios, não recorreram a nenhuma fórmula para domina-los”O teólogo explica que a doutrina bíblica ensina que Cristo “venceu” Satanás e seus demônios, para que um crente “não pode ser possuído.” Assim, “quando somos salvos pela obra de Cristo, somos libertos do poder das trevas (Colossenses 1:13-14).

Somos atacados pelo diabo, mas temos segurança em Cristo (Romanos 8:37). O maligno não pode tocar um filho de Deus (1 João 5:18), porque ele não pode desfazer sua obra. O Senhor nos protege com sua lealdade (2 Tessalonicenses 3:03). “

O pastor Figueiredo concorda, e acrescenta que a melhor proteção que podemos ter contra o diabo “, é como diz em Tiago 4:7 para nós ‘Sujeita-vos, portanto, a Deus, mas resisti ao diabo, e ele fugirá de vós’. Tendo firmeza em Cristo, os demônios fogem. Tendo a Cristo na sua vida é a principal coisa para se proteger de todo mau”.

Embora haja poder em Satanás e seus demônios, a Bíblia diz que o poder de Cristo é muito maior. E afirma José de Segovia DE quem quer “ser livre” de toda ameaça espiritual deve “confiar na obra de Jesus Cristo, que dá toda a vitória sobre o mal. Desde” que venceu os principados e potestades, e uma pública, triunfante obre sobre eles na cruz “(Colossenses 2:15). Não tenha medo! , porque não é pela força de um ritual, mas pela obra de Cristo Jesus, que venceu na cruz “.

inforgospel.com.br – com informação Protestante Digital – por: Daniel Hofkamp

Agrade o coração de DEUS!

"Acaso  busco eu agora a aprovação dos homens ou a de Deus? Ou estou tentando agradar a homens? Se eu ainda estivesse procurando agradar a homens, não seria servo de Cristo."  (Gl. 1:10)

Satanás, o primeiro abortista.



A polêmica em torno do suposto exorcismo feito pelo Papa Francisco, após a missa de Pentecostes, ganha um novo personagem e dados surpreendentes que revelam a ligação íntima do aborto ao satanismo.

A tensão causada na mídia devido ao suposto exorcismo feito pelo Papa Francisco, na Praça de São Pedro neste domingo, ganhou um personagem interessante. Contrapondo-se ao que disse o porta-voz da Santa Sé, o renomado exorcista da Diocese de Roma, padre Gabriele Amorth, contou aos jornalistas o que realmente teria ocorrido. Segundo o sacerdote, o homem, de fato, era um possesso e esse mal devia-se à aprovação do aborto no México.

Polêmicas à parte, salta aos olhos a afirmação do padre Amorth de que essa possessão seria uma manifestação diabólica provocada pela indiferença à questão do aborto. Com essa tese, o exorcista reforça a opinião de que a cultura da morte da qual o movimento abortista faz parte tem profundas raízes satânicas, já que é o demônio "homicida desde o princípio" (Cf. Jo 8, 44). 

Casos como os do Dr. Kermitt Gosnell, o médico que matava bebês nascidos vivos após abortos mal sucedidos, ajudam a recordar uma verdade já há muito tempo esquecida: sim, o Maligno existe e é atuante!

A reprodução da monstruosidade de Gosnell pela imprensa - depois de amplos protestos contra o silêncio dela, vale lembrar - não só horrorizou os pró-vidas, como também os simpatizantes do aborto "legal e seguro". 

Os métodos do doutor trouxeram à tona a frieza e a obsessão pela morte presentes nesses verdadeiros casos de assassinato. Eles refletem a debilidade de consciência do homem perante a sua dignidade, pois, como recordou o Concílio Vaticano II, esses atos "ao mesmo tempo que corrompem a civilização humana, desonram mais aqueles que assim procedem, do que os que padecem injustamente", (Cf. GS 27)

Alguns, ingenuamente - e outros nem tanto assim - poderiam contestar dizendo que o aborto é um "caso de saúde pública" e que a tragédia Kermitt Gosnell seria apenas um "fato isolado". Mas isso está longe de ser a verdade. 

A cultura da morte não só ceifou inúmeras vidas como entregou os seus próceres a uma ideologia abominável, de modo que é quase possível repetir as palavras de São João: "o mundo inteiro jaz no maligno" (Cf. I Jo 5, 19). É perceptível a ação do demônio sobre a questão do aborto, sobretudo pelos seus frutos. 

E neste sentido, a interrogação de Madre Tereza de Calcutá ainda ressoa: "Se nós aceitamos que uma mãe pode matar até mesmo seu próprio filho, como é que nós podemos dizer às outras pessoas para não se matarem?"

Para provar que a história de Kermitt Gosnell não é uma exceção, veja-se, por exemplo, os casos apresentados pelo LifeSiteNews, após longa investigação sobre clínicas de aborto espalhadas pelos Estados Unidos. As descobertas foram chocantes. Dentre elas, destaca-se a do Dr. Douglas Karpen, que já está sendo considerado o novo Kermitt Gosnell. 

Segundo relatórios divulgados pelo movimento pró-vida, Karpen praticava inúmeros infanticídios, provocando a morte de bebês que haviam nascido vivos, mesmo após o procedimento do aborto. 

Uma planilha com fotos das crianças mortas por Karpen em sua clínica na cidade de Houston, EUA, foi divulgada pelo site lifenews.com. As imagens são estarrecedoras.

De acordo com uma série de seis artigos publicados pelo lifesitenews.com, o infanticídio nas clínicas de aborto é cada vez mais comum. Um desses artigos, conta a triste história de "Angele"[01], a mãe que teve de assistir à morte do próprio filho por causa de negligência proposital dos médicos, após uma tentativa frustrada de aborto. 

Conforme o site, Angele havia solicitado o aborto, mas, ao perceber que seu filho nascera vivo, arrependeu-se e pediu por ajuda médica. No entanto, nada lhe foi oferecido a não ser o pedido pelo corpo do bebê, depois de sua morte.

Ora, torna-se evidente diante dos fatos que a luta contra o aborto não é uma simples causa humanitária. O aborto é só a ponta do iceberg. No fundo dessa batalha está a inimizade entre os filhos da luz e os filhos das trevas. A guerra anunciada em Gênesis entre os descendentes da Mulher e os descendentes da Serpente. 

É a história da salvação e da perdição das almas, da graça de Deus que busca salvar os homens e da tentação demoníaca que procura perdê-los. E nesse meio, cabe ao homem escolher de que lado ficar, do lado da descendência da Mulher, abandonando a tibieza, o comodismo e a covardia, ou do lado dos filhos da serpente, entregando-se ao prejuízo, à mundanidade e à sujeira do mal.

A agenda abortista é uma clara afronta à dignidade da pessoa humana e um ataque ao Criador, nosso Deus. A disseminação dessa cultura nefasta na sociedade tende a produzir um sistema cada vez mais corrompido, agressivo e violento. 

Não se espantem se amanhã outras formas de homicídios forem justificadas como casos de "saúde pública". Esse será só mais um passo no plano, cujo protagonista, sem dúvida, é o diabo. 

Assim como ensinava o saudoso Padre Leo, o aborto é simplesmente o autógrafo do demônio nos ventres das mulheres, porque é ele o primeiro abortista.

Fonte: http://padrepauloricardo.org/blog/satanas-o-primeiro-abortista

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...