Unico SENHOR E SALVADOR

Unico SENHOR E SALVADOR

sábado, 8 de julho de 2017

Exegese de Efésios 2.8,9 – Isto não vem de vós


Por Rômulo Maraschin

Conforme Efésios 2.8,9, a fé salvadora é produzida no ser humano (ou pelo ser humano) por uma suposta ‘graça preveniente’ de Deus, ou simplesmente, deve ser exercitada para, de alguma forma, Deus escolher o tal que exercitou sua fé, caracterizando a salvação como sinergista, ou seja, o ser humano, realmente, coopera com Deus para a salvação?

Ou a fé salvadora é um DOM (uma dádiva, um presente) CONCEDIDO, incondicionalmente, por Deus e, exclusivamente, a quem Deus quer, caracterizando a salvação como monergista, ou seja, somente a ação de Deus faz que mortos espiritualmente obtenham vida?

Vamos ler o texto, para vermos o que ele diz e não o que nós queremos que ele diga, isto é
, vamos fazer uma exegese e não uma ‘eisejegue’!

Efésios 2.8,9 diz: 

"Porque pela graça sois salvos, mediante a fé; e ISTO NÃO VEM DE VÓS, é DOM de Deus; não de obras, PARA QUE NINGUÉM SE GLORIE". 

O verso 10 também é muito importante, pois afirma, expressamente, que nós fomos salvos PARA as boas obras e não PELAS boas obras, e que essas obras foram preparadas por Deus, de antemão, PARA que andássemos nelas. Mas nos concentraremos apenas nos versos 8 e 9. Então, acompanhe comigo o texto em grego, que diz:

8 "τῇ γὰρ χάριτί ἐστε σεσῳσμένοι διὰ πίστεως: καὶ τοῦτο οὐκ ἐξ ὑμῶν, θεοῦ τὸ δῶρον: 9 οὐκ ἐξ ἔργων, ἵνα μή τις καυχήσηται."

O conceito popular acerca desse texto, ou seja, o que nós mais ouvimos, por aí, no meio teológico, é que "τοῦτο" (isto) não pode referir-se à fé. Por quê? Porque o pronome demonstrativo "τοῦτο" é neutro e "πίστεως" (dativo instrumental de "πίστις - pistis" = fé) é um substantivo feminino. E é dito que o pronome deve seguir o mesmo gênero do substantivo, ao qual ele se refere. Portanto, aqui não deveríamos ter um pronome demonstrativo neutro, e sim um pronome demonstrativo feminino, se, de fato, a fé fosse um dom de Deus.

O que esses indivíduos se esquecem de dizer é que "σεσῳσμένοι – sesôsménoi” = salvos é um verbo composto - nominativo plural masculino do particípio do perfeito passivo do verbo 'salvar' - e que esse verbo tem a mesma raiz de "σωτηρία - soteria" = salvação, que TAMBÉM é um substantivo feminino. E "χάριτί" (dativo instrumental de "χάρις-charis" = graça) TAMBÉM é um substantivo feminino.

Ninguém deve, simplesmente, imputar a sua própria interpretação ao texto, pelo seu achismo, simplesmente porque não gosta dos seus resultados. Portanto, o argumento de que "τοῦτο" (isto) não pode referir-se à fé é inválido, incoerente e desonesto, além de ser um erro grotesco de exegese gramatical, tanto no português quanto no grego, é completamente herético. E quem diz isso, simplesmente, não sabe o que está dizendo, além de não saber o tamanho da heresia que está disseminando!


O pronome "τοῦτο" (isto) não é feminino nem masculino, portanto não se refere, específica e unicamente à fé, não se refere, única e especificamente à salvação, e não se refere específica e unicamente à graça. Então, a quê se refere o "isto"? "pela graça sois salvos, mediante a fé; e ISTO NÃO VEM DE VÓS". O "isto", sendo neutro, refere-se a todo o processo anterior. 

Então, ‘o processo de salvação pela graça, mediante a fé’ é o "isto". E “ISTO não vem de vós, é dom de Deus”. Paulo não diz "SÃO DONS" de Deus, mas "É DOM" de Deus. Portanto, "τοῦτο", aqui, refere-se a: "pela graça sois salvos, mediante a fé", ou seja, TODA a declaração. Porque TODA a declaração é um DOM de Deus.

E "toda boa dádiva e todo dom perfeito são lá do alto, descendo do Pai das luzes." (Tg 1.17). Porque "nenhum poder teríamos (inclusive fé para crer) se de cima não nos fosse dado" (Jo 19.11). Porque o Cordeiro disse: "sem Mim não podeis fazer nada" (Jo 15.5), ou seja, sem primeiro ser regenerado, ninguém pode ter fé para crer. Não podemos fazer nada, pois o estado natural do ser humano antes da regeneração é de completa MORTE espiritual.

Em Efésios 2.1 Paulo afirma: "Ele (Cristo) vos deu vida, ESTANDO vós mortos nos vossos delitos e pecados", ou seja, Cristo nos vivificou quando AINDA estávamos mortos (não deixamos de estar mortos PARA Cristo nos dar vida, ESTANDO nós AINDA mortos, Ele nos deu vida, por isso o verso 8 diz que "pela graça sois salvos".

A salvação é pela graça, e não por nossos próprios esforços, como, por exemplo, "exercitar a fé"; do contrário, já não é mais por graça, mas por obras: "Ora, ao que trabalha, o salário não é considerado como favor, e sim como dívida. E, se é pela graça, já não é pelas obras; do contrário, a graça já não é graça." (Rm 4.4; 11.6).

O que é graça? Favor IMERECIDO! É um DOM = PRESENTE que os filhos de Deus ganham SEM MERECER. E presente, quando é dado, não é tirado!

Ninguém pode oferecer algo a Deus como mérito para a salvação, como, por exemplo, a fé, para que, então, Deus lhe retribua com alguma coisa, como, por exemplo, a salvação propriamente dita: "Porque quem primeiro deu a Ele para que depois Ele possa lhe retribuir?" (Rm 11.35). Em outras palavras, quem primeiro teve fé para que, então, Ele o recompensasse com a salvação?

É por isso que a Eleição é Incondicional, bem como a salvação é MONERGISTA, ou seja, não depende de esforços humanos para ser alcançada, mas, única e exclusivamente, de Deus pelo beneplácito de sua absoluta soberana vontade: "Que diremos, pois? O que Israel busca (a salvação), ISSO NÃO CONSEGUIU; mas A ELEIÇÃO O ALCANÇOU." (Rm 11.7)

Ninguém pode ter uma parcela da glória que só pertence a Deus, "Porque Eu sou o SENHOR, este é o meu nome; a minha glória não divido com ninguém!" (Is 42.8). É por isso que o verso 9 peremptoriamente afirma: "não de obras, PARA QUE NINGUÉM SE GLORIE".

No grego koinê a expressão é: "para que ninguém se orgulhe". Como assim? Para que ninguém pense ou diga: "EU, pelos meus esforços, pelo exercício da minha fé e vontade de crer, mereço ser, ou fui, salvo!" Jonas 2.9 diz: "Ao SENHOR pertence a salvação!" (e não ao homem!)

Portanto, não seja soberbo, arrogante e orgulhoso ao dizer: ‘Eu escolhi crer, a iniciativa de crer foi minha, eu é que tive fé para crer’... Não! Porque DEUS É QUEM FEZ VOCÊ CRER, DEUS É QUEM TE ESCOLHEU PARA CRER, DEUS É QUEM LHE CONCEDEU A FÉ, PARA, SÓ ENTÃO, VOCÊ PODER CRER!

Não obstante, a fé é representada como um dom de Deus, em outras passagens, como Atos 3.16, onde diz que "a fé vem por meio de Jesus" (não VAI por meio do homem até Jesus); Rm 10.17 onde diz que "a fé VEM pela pregação da Palavra (e não VAI a Deus pelo esforço do homem); Fp 1.29, onde diz que "nos foi CONCEDIDA a graça de CRERDES em Cristo"; Hb 12.2, onde diz que "Jesus é o AUTOR e CONSUMADOR da nossa fé"; e 2 Pe 1.1, onde diz que "a fé é OBTIDA na justiça de Cristo" (e não na do homem)!

"Assim, pois, não depende de quem quer ou de quem corre, mas de Deus usar a sua misericórdia." (Rm 9.16).

Só para lembrar, que ninguém é um robô, um autômato ou uma mera marionete, pois em toda a Escritura o ser humano é RESPONSÁVEL por suas ações, palavras e pensamentos e é ORDENADO a se arrepender e a crer, porém é Deus quem CONCEDE tudo isso a ele.

Filipenses 2.12,13 é um dos maiores exemplos disso: "Assim, pois, amados meus, desenvolvei a vossa salvação com temor e tremor"; (Veja que nesse verso a responsabilidade é toda do ser humano, mas agora veja o verso 13: "porque Deus é quem efetua em vós tanto o querer como o realizar, segundo a sua boa vontade."

Perceba que ao mesmo tempo em que Deus é absolutamente Soberano na salvação, o ser humano é totalmente responsável por cada um de seus atos!

A Soberania de Deus e a Responsabilidade Humana são duas amigas que sempre andaram e sempre andarão juntas.

Que Deus os abençoe!

#UncondicionalElection #SolaGratia

Rômulo Maraschin – (Firmeza Da Verdade)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça um blogueiro feliz, comente!!
Porém...
Todo comentário que possuir qualquer tipo de ofensa, ataque pessoal e palavrão, será excluído sem aviso prévio!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...